Rio de Janeiro,

quarta-feira, outubro 27, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #41

UFF participa dos 90 anos do Cristo Redentor com mostra de soluções inovadoras para cidades sustentáveis

Mais lidas

Nesta terça-feira (12), a estátua do Cristo Redentor, erguida no alto do morro do Corcovado, na cidade do Rio de Janeiro, completa 90 anos de inauguração. O evento em comemoração ao aniversário do monumento vai até 16 de outubro de 2021, das 9h às 15h, na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro.

Serão cinco dias de atividades no espaço denominado “Cristo Sustentável”, com oferecimento de serviços voltados para a população em situação de vulnerabilidade social, nas áreas de assistência social, atendimento jurídico, psicologia, cidadania, saúde, cultura e sustentabilidade. A participação é gratuita.

Considerando que o Santuário Cristo Redentor é mantenedor e gestor de inúmeros projetos e ações de responsabilidade social, o reitor do Santuário, padre Omar Raposo, convidou a Universidade Federal Fluminense para participar das comemorações , expondo projetos no tema de Soluções Inovadoras para Cidades Sustentáveis.

O convite veio a partir de uma  parceria em andamento com a startup Reciclotron, que teve início no Programa de Extensão Sustenta-Vida do Instituto de Saúde de Nova Friburgo (ISNF), impulsionada pela Agência de Inovação da UFF (Agir). 

Segundo o professor do ISNF/UFF e coordenador da exposição, Claudio Fernandes, os 90 anos do Cristo Redentor têm um foco especial em sustentabilidade.

“A partir do convite recebido para implementarmos o ecossistema Reciclotron de soluções sustentáveis, no Santuário do Cristo Redentor, nosso grupo de pesquisa também assumiu um papel de coordenação técnica das ações da Vila Sustentável no evento. Junto com a Comissão Permanente de Sustentabilidade, a Agência de Inovação e Pró-reitora de Extensão da UFF, organizamos a mostra de Soluções Inovadoras para Cidades Sustentáveis, levando para a exposição na catedral, soluções do dia a dia que podem melhorar a qualidade de vida das pessoas além de gerar crescimento econômico de forma responsável e ambientalmente segura”.

O evento contará com cinco tendas de exposição de projetos para a comunidade da UFF e parceiros, além do “Espaço Reciclopontos de Cultura Sustentável”, com mostras de arte digital, esculturas de sucatas, laboratórios de recuperação de resíduos, videos de educação ambiental e uma cozinha sustentável para aprender sobre o aproveitamento total dos alimentos na gastronomia social e os benefícios da alimentação orgânica. 

Entre as principais ações realizadas pela UFF/ Reciclotron na celebração dos 90 anos do Cristo destacamos: a exposição de soluções Inovadoras para Cidades Sustentáveis na VILA SUSTENTÁVEL; a iluminação do Cristo Redentor com as cores da reciclagem de eletrônicos; a elaboração do relatório de sustentabilidade do evento; e o suporte às dinâmicas de educação ambiental da equipe do Cristo Sustentável.

Reciclotron e Santuário Cristo Redentor: uma parceria sustentável 

A Reciclotron vem colaborando com o Santuário para aprofundar e expandir as ações do Cristo Sustentável em diversas áreas do tripé da sustentabilidade: preservação ambiental, desenvolvimento social inclusivo e desenvolvimento econômico responsável.  A startup, de impacto social, está implantando em suas atividades e projetos, um ecossistema digital de soluções sustentáveis que proporciona incentivos e oportunidades de adesão para aumentar a reciclagem, o consumo consciente e a solidariedade.  

O tema inicial da parceria tem foco no lixo eletrônico, visto que no Brasil apenas 3% dele é reciclado.  Dentre os motivos, estão a falta de engajamento das pessoas e o baixo investimento em educação ambiental.  “Os resíduos possuem insumos valiosos como metais nobres e plásticos diferenciados, porém, também contém componentes tóxicos que contaminam o solo e as águas, representando um risco à saúde e ao meio ambiente. Descartar corretamente é fundamental para proteger a saúde das pessoas, aumentar a inclusão digital, viabilizar a economia circular gerando recursos e empregos e aumentando a mineração urbana” destaca Claudio Fernandes.

spot_img
spot_img

Últimas noticias