URGENTE: Fachada de prédio desaba no centro de Niterói próximo à ponte Rio-Niterói

Imagem do prédio que fica no bairro São Lourenço - FOTOS DE Estefan Radovicz - ODia

Parte de uma fachada de um prédio antigo e abandonado no Centro de Niterói desabou na calçada na manhã desta quarta-feira (27/01). O edifício histórico que fica na Avenida Jansen de Melo,  já abrigou diversos órgãos do Governo do Estado.

Segundo apurado pelo ErreJota Notícias ninguém foi atingido.

Equipes da Defesa Civil de Niterói estão avaliando as estruturas da edificação que já pertenceu ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/RJ) e hoje está sob guarda do Estado do Rio.

A Eco Ponte está em alerta e também acompanha os trabalhos já que, caso a toda estrutura do prédio corra risco de desabar, poderá danificar um dos viadutos de acesso à ponte Rio-Niterói.

O primeiro arranha-céu da cidade de Niterói, construído em 1929, vinha sendo alvo de saqueadores. A construção, cujo último inquilino foi a Escola de Contas e Gestão (ECG) do Tribunal de Contas do Estado (TCE), está vazia desde 2015, quando foi devolvida ao governo estadual.

Prefeitura

Equipes da Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia realizaram uma vistoria técnica e constataram que houve queda de parte do reboco das pingadeiras do primeiro e último pavimentos, inclusive rompendo alguns fios. Por conta do risco de queda de novos pedaços, a Defesa Civil vai interditar parte da pista no entorno do prédio. A concessionária de energia já foi chamada para verificar a questão da rede elétrica. O desabamento também causou danos à rede de telefonia. Os técnicos já estão no local. O imóvel é de responsabilidade do Estado. A Defesa Civil vai notificar o Estado para fazer uma intervenção rápida no local e evitar a queda de novos pedaços. Não há registro de feridos.

TCE

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) esclarece que o prédio situado na Avenida Jansen de Melo, nº 3, em Niterói, não pertence ao tribunal. O edifício esteve sob a gestão do TCE-RJ até o dia 9 de dezembro de 2015, quando foi devolvido ao Poder Executivo Estadual. Foram adotadas todas as providências para a entrega do imóvel, livre e desocupado e em perfeitas condições de uso, sendo lavrado o Termo de Recebimento de Imóvel e Chaves nº 23/2015 junto à Subsecretaria de Patrimônio – SUBPA, nos termos do dispositivo no artigo 6º da Lei Complementar Estadual de nº 8 de 27 de outubro de 1977.​

Notícias Relacionadas