Falta de registro prejudica investigação de crimes em Itaipuaçu

Errejota Notícias
Errejota Notícias

Desde o princípio de janeiro moradores de Itaipuaçu relatam em redes sociais diversos casos de roubos. Reuniões para debater melhorias na segurança foram convocadas e problemas foram expostos a representantes da segurança pública. Entretanto, um detalhe está prejudicando as ações da polícia, tanto no campo da prevenção (Polícia Militar), quanto na investigação e identificação dos supostos autores – a falta de registros das ocorrências.

Na última quinta-feira, pelo menos 10 casos foram divulgados pelas redes sociais. De acordo com a delegada da 82ª DP, Carla Tavares, apenas duas ocorrências foram confeccionadas na delegacia.

“O fato de a DP estar longe não pode ser um empecilho para o registro. Sem os dados não podemos agir com efetividade”, disse a delegada.   

A delegada, no princípio de fevereiro, já havia comentado que a solução não seria a construção de uma nova delegacia, mas o aumento de efetivo.

“Hoje o problema não é construir uma nova delegacia em Maricá, mas de onde virá o efetivo para atuar nela. Quando eu consigo ter um policiamento que vai circular, há um monitoramento muito maior”, declarou.

Notícias Relacionadas