“Queremos montar uma economia circular em Maricá”, diz Celso Pansera

Sicoob Sul

Empossado na manhã desta terça-feira (07) como presidente do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), Celso Pansera deverá pautar seu trabalho na intersetorialidade para planejar o futuro econômico de Maricá.

“Nós queremos montar aqui o que chamamos de economia circular. Nada se perde, nada se cria, tudo se transforma e gera economia. Nós sabemos que existe diversas iniciativas em diversas secretarias e o nosso papel vai ser buscar essas iniciativas, ajudar a coordenar a implantação delas e dar um sentido estratégico para isso tudo, para que não tenhamos sobreposição de tarefas e gastos em cima de projetos parecidos”, colocou o ex-ministro de Ciência e Tecnologia durante o governo de Dilma Rousseff.

LEIA MAIS:
• Ex-Ministro vai comandar Instituto de Ciência e Tecnologia em Maricá

Celso falou sobre a formação da equipe do ICTIM. “Somos uma estrutura enxuta, pequena, bastante especializada. Estamos trazendo bons cientistas para cá, pessoas acostumadas com processos complexos de pesquisa, além das universidades do estado que vamos procurar e trazer para cá e nos ajudar a montar esse processo”, pontuou.

O presidente da nova autarquia contou já ter diversos a serem executados. “Temos diversos projetos, mas não quero anunciar agora porque a gente acha que, a partir de abril, maio, a cidade já começará a perceber algumas iniciativas nossas na área de tecnologia”, ponderou.

“Temos que preparar a cidade para o pós-sal. Maricá tem essa grande dádiva de estar em frente ao polígono do pré-sal, algo inimaginável até 10 anos atrás, mas isso também é um potencial que se esgota. O município não pode, depois disso, voltar a ser uma cidade com dificuldades econômicas. Queremos pensar a economia de Maricá para, em uma crise do petróleo (e elas ocorrem, vide o atual momento de tensão internacional que pode gerar nova crise), a cidade tenha um colchão, esteja vacinada para isso”, acredita Pansera.

Para Fabiano Horta, prefeito da cidade, o novo Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá representa um marco de desenvolvimento futuro da cidade. “Hoje, a gente estabelece um corte importante de apostar em uma área tão estratégica para que a gente crie aqui cadeias produtivas, econômicas, e isso se vincula à pesquisa, ciência e tecnologia. A inovação que Maricá tem a pretensão de viver. Queremos construir uma economia pós-sal, sabemos desse desafio de médio prazo, e um instituto que seja vanguardista na dimensão de novas inventividades, de atração de empresas de pesquisa para cá, que a gente construa saberes, é fundamental para o desenvolvimento futuro da cidade”, pontuou.

O chefe do Executivo municipal comentou a escolha de Celso Pansera para presidir o instituto. “Celso é alguém com largo currículo de extensão na área de ciência, tecnologia e pesquisa, é alguém que tem uma vivência muito grande nessa área e alguém que faz parte do nosso universo de espectro político de relações. Acho que é um nome muito qualificado, um nome que dá uma grande largada no município e, acima de tudo, vai trazer consigo quadros importantes para ser vanguarda no desenvolvimento de pesquisa, ciência e tecnologia na cidade”, explanou.

O Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM) é uma autarquia municipal vinculada à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. Celso Pansera foi Ministro de Ciência e Tecnologia em 2015, diretor e presidente da Faetec, além de deputado federal.

Notícias Relacionadas